II CONGRESSO REGIONAL DA UNIDADE POPULAR NO ABC PAULISTA

II CONGRESSO REGIONAL DA UNIDADE POPULAR NO ABC PAULISTA

No último domingo, dia 19 de setembro, dia em que se comemorou os 100 anos de nascimento do educador Paulo Freire, aconteceu o II Congresso da UP do ABC paulista, região metropolitana de São Paulo. O evento, em preparação ao II Congresso Nacional da Unidade Popular, contou com a presença de aproximadamente 300 lutadoras e lutadores dispostos a enfrentar e transformar a realidade de suas cidades e do nosso país.

A região do ABC paulista é uma região de históricas lutas populares mas que infelizmente tem sofrido diretamente com a crise econômica, política e social sob a qual vivemos. Com pouco mais de 2,8 milhões de habitantes, 10,6% está desempregada e de 10 mil morreram de covid-19, sendo que a maior letalidade se dá entre negras, negros e indígenas. 

A região passa por um processo de desindustrialização, crescimento da fome, do desemprego e da falta de perspectiva para a população. Falta medicamentos e médicos nos serviços de saúde, em diversos bairros falta água, o transporte público é caro e demorado. A violência contra mulher é crescente, a cada 3 horas uma mulher precisa de medida protetiva, os despejos são realidade para o povo e são mais de 230 mil famílias no déficit habitacional. 

Vivemos ainda sob um governo da fome, do desemprego e da corrupção, frente a essa realidade a chamada do congresso nacional: “Povo nas Ruas, UP nas lutas” também inspirou o congresso regional. Contamos com a presença da companheira Vivian Mendes, presidenta Estadual da Unidade Popular que em sua intervenção apresentou que: “Em 2013, em meio às jornadas de junho, frente ao avanço das políticas liberais e a já presente ameaça de avanço do fascismo, decidimos legalizar um novo partido no Brasil. Decidimos legalizar a UP, um partido do povo pobre e trabalhador. Diziam que com menos de milhões de reais, não seria possível legalizar um partido, mas nós provamos que o povo brasileiro busca sim uma alternativa revolucionária. É uma grande felicidade depois de todo esse processo estar hoje com vocês neste grandioso congresso”.

A mesa de abertura contou com a presença de diferentes partidos da região, Adalberto Vieira, assessor do mandato do Deputado Federal Alencar Santana do PT, Queops Damasceno, do Partido Comunista Revolucionário – PCR e Paula Aviles, do mandato Mulheres por mais direitos do PSOL, que apresentaram a realidade do país e da região do ABCDMRR, além de uma carta do PCB que não pôde estar presente.

O congresso regional composto pelas filhas e filhos da classe trabalhadora da região, foi um importante momento para a vida partidária, a democracia interna e a preparação de novas lutas. Neste dia, 26 novos lutadores se filiaram à Unidade Popular, dispostos a se somar às lutas populares junto ao povo pobre e trabalhador para construir um mundo novo.

A última mesa de debate contou com representantes de Santo André, São Bernardo do Campo, Diadema e Mauá, tratando sobre a organização dos núcleos da UP em cada bairro e local de trabalho, sobre a política de autofinanciamento do partido e sobre a conjuntura regional e nacional. Ainda debatemos sobre a importância do crescimento do trabalho da UP junto às trabalhadoras e trabalhadores terceirizados, sobre a luta das professoras e professores. 

Em uma das intervenções do plenário, a companheira Tânia Maria, moradora da Ocupação Manoel Aleixo, eleita para o Diretório Municipal da cidade de Mauá relatou: “Desde criança, trabalhei em casa de família, fomos expulsos da nossa casa cedo. Uma dessas famílias ricas, queria que eu trabalhasse um ano de graça para pagar um lustre que havia se quebrado e fui obrigada a ir embora, do nada, mesmo trabalhando e cuidando de tudo. Eu me revolto com tudo isso. Mas ainda bem que eu conheci o MLB, que sou da UP, porque eu aprendi que a vida coletiva e a luta vão acabar com essa vida boa deles e vamos construir uma sociedade mais justa.”

A UP na região segue agora rumo ao Congresso Estadual da Unidade Popular em São Paulo dia 31 de outubro e ao Congresso Nacional, que temos a honra de receber em nosso estado nos dias 12, 13 e 14 de novembro.

Viva Unidade Popular!

Viva o II Congresso da UP!

Amanda Bispo

Diretório Estadual da UP-SP